Espaço Edson Valério


18/02/2008


Nossos textos a partir de agora ganham novo endereço: http://edson-valerio.blogspot.com/

 

Escrito por Edson Valério às 11h25
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

16/02/2008


Oiieee...vamos continuar com os textos neste espaço. Mas já estamos melhorando nosso blog. Agora estamos no blogger, onde teremos mais espaço e um melhor visual. Por enquanto estou aprendendo a trabalhar por lá. Vai ficar legal também. Você já pode acessar e guardar este endereço: http://edson-valerio.blogspot.com/

 

Escrito por Edson Valério às 15h00
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

15/02/2008


UM OLHAR SÓ PRA MIM!!!

Busco um olhar que me compreenda...um olhar que sorria e que me faça sorrir,
Aquele olhar que veja com o coração e fale ao meu coração,
Um olhar que me emocione, que me conquiste...
Busco um olhar que me perturbe, que me deseje...
Um olhar que em meio a todos, olhe apenas pra mim,
Um olhar amigo, um olhar amante,
Um olhar mudo, que diga tudo que preciso ouvir,
Aquele olhar que refrigere toda ansiedade e aqueça a alma,
Um olhar que me beije, que chore comigo...
Busco um olhar que não se desvie do meu,
Que me provoque, que me encare...
Um olhar de amor, de admiração, de respeito,
Tudo começa no olhar,
Olhares se cruzam numa fração de segundo,
E se apaixonam...
Aprisionam-se numa eterna necessidade...
E que prisão maravilhosa!
Busco um olhar que me acomode na masmorra de seu castelo...
Um olhar que me prenda e me encante pra sempre!

(Alda Marques)

Escrito por Edson Valério às 11h11
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/02/2008


VOCÊ É...
 
Você é os brinquedos que brincou, as gírias que usava, você é os nervos a flor da pele no vestibular, os segredos que guardou, você é sua praia preferida, Garopaba, Maresias, Ipanema, você é o renascido depois do acidente que escapou, aquele amor atordoado que viveu, a conversa séria que teve um dia com seu pai, você é o que você lembra.

Você é a saudade que sente da sua mãe, o sonho desfeito quase no altar, a infância que você recorda, a dor de não ter dado certo,
de não ter falado na hora, você é aquilo que foi amputado no passado, a emoção de um trecho de livro, a cena de rua que lhe arrancou lágrimas, você é o que você chora.

Você é o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa, você é o pelo do braço que eriça, a sensibilidade que grita, o carinho que permuta, você é as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, você é o orgasmo, a gargalhada, o beijo, você é o que você desnuda.

Você é a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, você é o desprezo pelo o que os outros mentem, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá, você é aquele que rema, que cansado não desiste, você é a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, você é o que você queima.
Você é aquilo que reinvidica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, você é os direitos que tem, os deveres que se obriga, você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia.
Você não é só o que come e o que veste.
Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê.
 
Martha Medeiros

Escrito por Edson Valério às 12h03
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/02/2008


A noite cai suavemente, o sono não vem. Porque uns dias são mais difíceis que outros?
Tentei ocupar minha mente em vão, teu rosto sobrepôs e depôs as tentativas, pensei que a noite calaria meu pranto, que a maciez dos lençóis embalasse meu corpo cansado mutilando meus pensamentos, mas não houve trégua.
Não preciso ir até a cômoda onde guardo minhas relíquias para rever tua foto, teu rosto esta cravado em minha mente, de uma forma tão presente que ás vezes sinto poder tocá-lo , minhas mãos tateiam sozinhas como se procurassem as tuas, mas não as encontro, parecem tatear na pedra negras de meu desespero.

A letra da canção do Filme Love Story sopra em meus ouvidos "Quando eu te encontrei, eu não pensei que um grande amor eu fosse ter, eu que só tinha amargura em meu viver e que já estava tão cansada de sofrer, vivendo só.”
Nada nunca me soou tão verdadeiro, você despontou em minha vida como um raio de sol, trazendo todas as cores da natureza, sons e belezas. Era um acordar exaltado, uma sorriso velado um trabalho apressado e encontros marcados onde o relógio pulsava tão rápido como nossos corações e o tempo se ia, o dia amanhecia trazendo alegria e se as lágrimas brotassem você as secava, se o sofrimento jorrasse, você o estancaria com tua suave melodia impondo curas as amarguras.
“Quando eu te encontrei, lendo em teus olhos eu fiquei a imaginar, que o meu mundo tu virias alegrar, que eras tudo que eu queria encontrar”
E foi assim... mágico... verdadeiro... a risada brotava sem que eu pudesse impedir, os olhos negros como a noite tinha o brilho das estrelas o andar parecia um embalo ritmado pela nossa coletânea, cabelos soltos ao vento que ao reclinar nas grandes colinas calçada de patins, parecia uma bandeira em haste, blusa gotejada de sorvete e boca lambuzada, sabor de chocolate, sabor de teus beijos ansiados.
“Meu coração.... eu te entreguei, me deste a vida enfim... me deste amor.... me deste a razão para viver... me desde paz ....”
Preencheste tudo, intensa e completamente.... pensamentos..atos.. ações.... despertou todos os sonhos postados, toda alegria não vivida de uma alma sofrida, entrou como um furacão não usando tua força em estragos, mas para cravar profundos alicerces que desafia a força do Sanção, brotou sementes que produziriam nas mais engrene rochas, calçou de sonhos minha alma peregrina, vestiu de branco meu corpo moreno, relutante em se entregas as emoções entorpecentes dos pensamentos, fez-me correr para o eco do penhasco onde gritar teu nome e ouvi-lo de volta era a certeza que você existia.
“E onde quer que eu vá irás comigo... nos sonhos meus... na minha mente... eu não irei só... comigo irás também....”
Não há como medir um grande amor.... um sentimento de paixão.... todas as raízes que escravizam nosso coração... é assim que eu sei te amar... nem meios ou mais...intensamente e completamente.
A música do filme Love Story , é como acordes agudos que tocam em meu coração, sem piedade ou ilusão.
Diga-me.... como esquecer alguém que gosta de flauta.... de me olhar como se tivesse me inventado....e de mim......

Fernanda Queiroz

Escrito por Edson Valério às 11h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

12/02/2008


FELICIDADE REALISTA

A princípio, bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.
Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.
Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.
E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando. Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.
Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar à luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito. É o que dá ver tanta televisão.
Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.
Ter um parceiro constante, pode ou não, ser sinônimo de felicidade. Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum. Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.
Dinheiro é uma benção.
Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo. Não perder tempo juntando, juntando, juntando.Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado.
E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.
Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável.

(Mário Quintana)

Escrito por Edson Valério às 11h06
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/02/2008


Hoje Acordei Para Vencer

A auto-mensagem positiva logo pela manha é um estímulo.

E isto pode mudar o seu humor, fortalecer sua auto-confiança e, pensando positivo, você reunirá forças para vencer os obstáculos.

Não deixe que nada afete seu estado de espírito. Envolva-se pela música, cante ou ouça.

Comece a sorrir mais cedo, ao invés de reclamar quando o relógio despertar, agradeça a Deus pela oportunidade de acordar mais um dia.

O bom humor é contagiante: espalhe-o.

Fale de coisas boas, de saúde, de sonhos, com quem você encontrar.

Não se lamente, ajude as outras pessoas a perceber o que há de bom dentro de si.

Não viva emoções mornas e vazias.

Cultive seu interior, extraia o máximo das pequenas coisas.

Seja transparente e deixe que as pessoas saibam que você as estima e precisa delas.

Repense seus valores e dê a si mesmo a chance de crescer e ser mais feliz.

Tudo que merece ser feito, merece ser bem feito.

Torne suas obrigações atraentes, tenha garra e determinação.

Mude, opine, ame o que você faz

Não trabalhe só por dinheiro e sim pela satisfação da "missão cumprida".

Lembre-se: nem todos têm a mesma oportunidade.

Pense no melhor, trabalhe pelo melhor e espere pelo melhor.

Transforme seus momentos difíceis em oportunidades.

Seja criativo, buscando alternativas e apresentando soluções ao invés de problemas.

Veja o lado positivo das coisas e assim você tornará seu otimismo uma realidade.

Não inveje. Admire!

Seja entusiasta com o sucesso alheio como seria com o seu próprio.

Idealize um modelo de competência e faça sua auto-avaliação para saber o que está lhe faltando para chegar lá.

Ocupe seu tempo crescendo, desenvolvendo sua habilidade e seu tempo.

Só assim não terá tempo para criticar os outros.

Não acumule fracassos e sim experiências.

Tire proveito de seus problemas e não se deixe abater por eles.

Tenha fé e energia, acredite: Você pode tudo o que quiser.

Perdoe, seja grande para os aborrecimentos. Seja pobre para a raiva. Forte para vencer o medo e feliz para permitir a presença de momentos infelizes.

Não viva só para seu trabalho. Tenha outras atividades paralelas como: esportes, leitura... cultive amigos.

O trabalho é uma das contribuições que damos para a vida,  mas não se deve jogar nele todas as nossas expectativas de realizações.

Finalmente, ria das coisas à sua volta, ria de seus problemas, de seus erros, ria da vida:

"A gente começa a ser feliz quando é capaz de rir da gente mesmo".

 

A.D

Escrito por Edson Valério às 12h10
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

08/02/2008


Olá....estou de volta ao amado País. A partir de segunda feira de volta à ativa na Maringá fm. O horário continua o mesmo, das 10 as 14 horas. Um carinho para todos e até lá

Os dias de nossas vida...

Os dias de nossa vida correm velozes....
Os instantes se sucedem, rapidamente, aproximando-nos cada vez mais do termo da nossa existência.
E nesta caminhada, quantos desperdiçam o seu tempo em ilusões, misérias, vivendo uma vida sem valor ou expressão, inclinada apenas para a matéria.
Enquanto temos tempo, façamos o bem....
Virá a hora que ninguém poderá trabalhar...
Como o lavrador, que logo à primeira chuva, corre a lançar a semente de uma futura e esperançosa colheita, assim, também, tu deves lançar uma semente para que ela alcance os frutos no tempo oportuno.
Você, certamente, já ouviu:
"Quem semeia com lágrimas, colherá entre alegrias e consolações".
Lembra-te, o amor, a alegria, o entusiasmo, comunicam uma nova força e uma nova vida.

Escrito por Edson Valério às 12h43
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/01/2008


Oba.....estou quase saindo do frio inverno italiano para voltar ao calor do meu Brasil.

A saudade de todos é enorme....e voltar a publicar os bons e especiais textos de amigos e poetas aqui no blog.

Um abraço a todos e logo o blog retorna a sua rotina.

Escrito por Edson Valério às 11h13
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

29/01/2008


Olà...estou voltando pra casa. Depois de dois meses fora do Brasil, minha passagem ja esta garantida. Neste fim de semana estarei em casa.....e que saudade!!!! A viagem foi uma delicia. Um pouco mais de cultura; um pouco mais de conhecimento; de auto-conhecimento.....ahhhhhh!!!!   Me fez bem.......
Paisagens como esta aqui foram uma constante. A Italia è belissima. O norte è ainda mais belo, pois suas montanhas sao especialmente magicas....Uma viagem inesquecivel. Mas o Brasil....Maringà....ahhhhh saudade!!!!!!
 
A PESSOA QUE AMA
 
A PESSOA que ama acende a mais brilhante chama cujo calor contagia, cuja luz irradia toda a resplandecência do seu ser.

A PESSOA que ama não consegue definir o que sente.
Só sabe que sente. E a esse amor se entrega.

A PESSOA que ama transcende sua própria capacidade de ser, desnuda-se verdadeira, cobre-se de festa, feiticeira,
e encanta. Não sente o chão seus pés voantes, não sentem frio seus seios arfantes.

A PESSOA que ama agrada sem ser cobrada, reina sem ser coroada, entrega-se sem ser domada e aprende sem ser ensinada.

A PESSOA que ama entrega seu amor por inteiro, não acredita em sentimento passageiro e espera todo o tempo do mundo
para ser, da mesma forma, Amada.

A.D.

Escrito por Edson Valério às 13h37
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

23/01/2008


Um abraço a todos. Uma saudade danada do Brasil. A Italia continua linda. A regiao do Veneto, onde estou è maravilhosa no inverno. Montanhas enormes completamente cobertas pela neve. A praia dos europeus, por aqui, sao as montanhas. Todos querem esquiar. Rostos cobertos de protetor solar e nos labios...muito protetor. Atè parece aquela muvuca que conhecemos nas praias do Brasil. A saudade, agora nem nome tem. Ela aperta muito.....
 
 
Alguém já disse que ninguém fica velho somente por viver um certo número de anos, mas fica velho por abandonar seus ideais.
Os anos enrrugam a pele, mas a falta de entusiasmo enruga a alma. Você é tão jovem quanto sua confiança em si mesmo, tão velho
quanto seus temores, tão jovem quanto sua esperança e tão velho quanto o seu desespero.
Preocupação, dúvida, insegurança, medo e desespero, estão são os longos anos que curvam a cabeça e fazem o espírito em crescimento retornar ao pó.
Para se viver bem é preciso ter uma meta na vida, um ideal permanente que nos impulsione a cada dia.
Quem vive movido por um ideal, tem sempre vontade de viver e de lutar. Tem motivação a cada dia.
Um homem motivado é capaz de ir à Lua, mas sem motivação não é capaz de atravessara rua.
Esta é a razão porque muitos se arrastam pela vida: falta-lhes um ideal, um motivo para viver que lhe dê motivação a cada dia. O pão alimenta o corpo, o ideal alimenta o espírito. o segredo para ser sempre jovem é ter uma causa a que dedicar a vida. O grande psicólogo judeu Vitor Frankl, criador da Logoterapia, e que sobreviveu a um campo de concentração nazista, ensina que a causa mais profunda da depressão, no fundo, é a falta de sentido da vida.
A razão de viver precisa ser renovada a cada dia, pois só é duradouro aquilo que se renova todos os dias.
Não é preciso que você tenha "grandes" ideais; isto é possível a poucos homens, mas há um grande e belo ideal que está ao alcance de todos: construir-se a cada dia e dar de si aos outros para fazê-los felizes. Este é um ideal permanente, que nunca será plenamente atingido e que, portanto, pode impulsioná-lo a vida toda e em todas as idades.
O ideal não pode ser apenas buscar uma vida confortável para si e para a família, isto é pouco; é apenas um ideal transitório.
Você precisa de um ideal "permanente". Você o tem?
Dom Bosco dizia que Deus nos pôs neste mundo para os outros".
Quem vive com esta perspectiva, tem sempre mais vontade de viver.
Qualquer que seja a nossa atividade e a nossa profissão, sempre podemos fazer dele um meio de fazer o bem; e isto é um belo ideal de vida.
 
A.D.

Escrito por Edson Valério às 07h28
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

07/01/2008


Ola..continuo na Italia. Uma saudade danada do trabalho e claro, de postar as poesias, cronicas e tantas participaçoes especiais que recebemos. Um 2008 de muito amor a todos e em breve, a todo o vapor. Um abraço gente!!!!!!!!!!!
ESCUTARÓRIA
 
Sempre vejo anunciados cursos de oratória. Nunca vi anunciado curso de escutatória. Todo mundo quer aprender a falar. Ninguém quer aprender a ouvir. Pensei em oferecer um curso de escutatória. Mas acho que ninguém vai se matricular.
Escutar é complicado e sutil. Diz Alberto Caeiro que ''''não é bastante não ser cego para ver as árvores e as flores. É preciso também não ter filosofia nenhuma''''.
Filosofia é um monte de idéias, dentro da cabeça, sobre como são as coisas.
Para se ver, é preciso que a cabeça esteja vazia.
Parafraseio o Alberto Caeiro: ''''Não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito; é preciso também que haja silêncio dentro da alma''''. Daí a dificuldade: a gente não agüenta ouvir o que o outro diz sem logo dar um palpite melhor, sem misturar o que ele diz com aquilo que a gente tem a dizer.
Como se aquilo que ele diz não fosse digno de descansada consideração e precisasse ser complementado por aquilo que a gente tem a dizer, que é muito melhor.
Nossa incapacidade de ouvir é a manifestação mais constante e sutil de nossa arrogância e vaidade: no fundo, somos os mais bonitos...
Tenho um velho amigo, Jovelino, que se mudou para os Estados Unidos estimulado pela revolução de 64. Contou-me de sua experiência com os índios. Reunidos os participantes, ninguém fala. Há um longo, longo silêncio. (Os pianistas, antes de iniciar o concerto, diante do piano, ficam assentados em silêncio, abrindo vazios de silêncio, expulsando todas as idéias estranhas.). Todos em silêncio, à espera do pensamento essencial. Aí, de repente, alguém fala. Curto. Todos ouvem. Terminada a fala, novo silêncio. Falar logo em seguida seria um grande desrespeito, pois o outro falou os seus pensamentos, pensamentos que ele julgava essenciais. São-me estranhos. É preciso tempo para entender o que o outro falou. Se eu falar logo a seguir, são duas as possibilidades.
Primeira: ''''Fiquei em silêncio só por delicadeza. Na verdade, não ouvi o que você falou. Enquanto você falava, eu pensava nas coisas que iria falar quando você terminasse sua (tola) fala. Falo como se você não tivesse falado''''.
Segunda: ''''Ouvi o que você falou. Mas isso que você falou como novidade eu já pensei há muito tempo. É coisa velha para mim. Tanto que nem preciso pensar sobre o que você falou''''.
Em ambos os casos, estou chamando o outro de tolo. O que é pior que uma bofetada. O longo silêncio quer dizer: ''''Estou ponderando cuidadosamente tudo aquilo que você falou''''. E assim vai a reunião.
Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência de pensamentos. E aí, quando se faz o silêncio dentro, a gente começa a ouvir coisas que não ouvia.
Eu comecei a ouvir. Fernando Pessoa conhecia a experiência, e se referia a algo que se ouve nos interstícios das palavras, no lugar onde não há palavras.A música acontece no silêncio. A alma é uma catedral submersa. No fundo do mar - quem faz mergulho sabe - a boca fica fechada. Somos todos olhos e ouvidos. Aí, livres dos ruídos do falatório e dos saberes da filosofia, ouvimos a melodia que não havia, que de tão linda nos faz chorar. Para mim, Deus é isto: a beleza que se ouve no silêncio. Daí a importância de saber ouvir os outros: a beleza mora lá também. Comunhão é quando a beleza do outro e a beleza da gente se juntam num contraponto.
(Rubem Alves)

Escrito por Edson Valério às 15h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/12/2007


Já estou com saudades de muitos que leram os textos que coloquei aqui e aqueles que selecionei de muitos amigos e de estrelas das letras. E, claro, de outros que incentivaram a nunca parar com este espaço. Em algumas ocasiões deixei dois ou três dias sem inserir novos textos e ai descobri quantas pessoas diariamente passa por aqui. Perecebi pelas "cobranças" dos textos, mensagens ou mesmo um sinal de fumaça....

Muitos me enviaram e-mails nos ultimos dias pedindo: " Pode viajar...passeie bastante...mas não nos esqueça. Não deixe de abastecer o ESPAÇO EDSON VALÉRIO com os textos..não nos deixe na saudade.

Vou viajar para a Europa na madrugada desta quinta-feira e antes mesmo da viagem começar ouço mais uma vez as músicas que estiveram presentes em meu dia a dia durante os últimos meses e recordo de cada momento.... “Não precisa Mudar”.... “Eveday is like Sunday”..... “Sometimes You Can't Make It On Your Own”…. “Tryin' To Throw Your Arms Around The World”…. “Quando a chuva passar”…. “Back at one”… “O livro dos dias”… “Paciência”.... Quantas... Uma relação de musicas que variava bastante todas escolhidas a dedo e algumas como fundo de amor, para tantas histórias que apresentei no Quadro Histórias de Amor, da Maringá fm. Aliás, para minha Familia Maringá fm...um abraço gigante...vou sentir saudades...mas vamos voltar, claro. Entre as musicas, uma eu coloco como especial, apesar da dor da letra: Vanessa Da Mata com Ben Harper

É só isso/  Não tem mais jeito / Acabou, boa sorte/ Não tenho o que dizer/ São só palavras / E o que eu sinto/ Não mudará/ Tudo o que eu quero te dar / É demais
É pesado/ Não há paz/ Tudo o que quer de mim/  irreais Expectativas/ Desleais
That’s it / There is no way / It over, Good luck/ I have nothing left to say/ It’s only words
And what l feel/ Won’t change/

Tudo o que quer me dar / Everything you want to give me
É demais / It too much
É pesado/ It’s heavy
Não há paz / There is no peace
Tudo o que quer de mim / All you want from me
Irreais / Is’nt real
Expectativas / Expectations
Desleais / Mesmo, se segure/ Quero que se cure/  Dessa pessoa que o aconselha
Há um desencontro / Veja por esse ponto /
Há tantas pessoas especiais/
Now even if you hold yourself /I want you to get cured/ From this person/ Who poisoned you
There is a disconnection / See through this point of view/ There are so many special people in the world/ so many special people in the world in the world
All you want
All you want
Tudo o que quer me dar / Everything you want to give me
É demais / It too much
É pesado / It’s heavy
Não há paz / There is no peace
Tudo o que quer de mim / All you want from me
Irreais/ Isn’t real
Expectativas / Expectations
Desleais
Now were Falling into the night
Um bom encontro é de dois
Você sabia que são as menores frações que fazem toda diferença?? Pois bem... Ohhh mês! O compositor e cantor Lenine insiste em  me convencer que é importante ter ‘paciência’ e que a vida é rara... E que ele sabe muito bem... “A vida não pára...” então me questiono diariamente.... Porque fazer escolhas é tão difícil na maioria das vezes?  Será pelo simples fato ou medo de errar... Boa pergunta.... Quem sabe a terapia ajudará....
“Será que é tempo que lhe falta pra perceber... será que temos esse tempo pra perder... e quem quer saber a vida é tão rara... tão rara... mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma... até quando o corpo pede um pouco mais de alma... eu sei a vida não para... a vida não para não...”.
Lenine, obrigada por tentar.... Irei reavaliar esta música "paciência", claro sem nenhum resquício de ironia na voz e no olhar...
Como a lista de particularidades acabou na seleção da minha mente, deixo aqui uma das letras mais tocadas em minha cabeça....

O livro dos Dias
(Renato Russo )
"Ausente o encanto antes cultivado
Percebo o mecanismo indiferente
Que teima em resgatar sem confiança
A essência do delito então sagrado
Meu coração não quer deixar
Meu corpo descansar
E teu desejo inverso é velho amigo
JÁ que o tenho sempre a meu lado
Hoje estão aceitas pelo nome
O que perfeito entregas mas é tarde
Só daria certo aos dois que tentam
Se ainda embriagado pela fome
Exatos teu perdão e tua idade
O indulto a ti tomasse como bênção
Não esconda tristeza em mim
Todos se afastam quando o mundo está errado
Quando o que temos é um catálogo de erros
Quando precisamos de carinho
Força e cuidado
Este é o livro das flores
Este é o livro do destino
Este é o livro de nossos dias
Este é o dia dos nossos amores"
Analisei a letra... a escrevi, reescrevi, indiquei, avaliei, meditei, deitei sobre a letra para quem sabe alguma inspiração aparecer e descobri que temos até uma tese sobre a mesma e só cheguei a uma única, brilhante e adorável conclusão: Fiquei mais confuso do que antes...
Agora mudo... O que pode e vai tocar daqui para frente... Muita coisa... Muita coisa boa. Não adiantarei, mas abro uma brecha que tem muita vida... E vida feliz!!!!! Já é quase verão no Brasil....e  inverno na Europa....e não importa.....Tudo floresce....até mesmo a planta pisada, cortada...ela também irá florescer mais uma vez....a VIDA FLORESCE
Não vou marcar a data da volta...
Entretanto acredito aparecer mais rápido do que muitos pensam....rs
E Lembrem se: “O Mundo não é um lugar justo. Mas devemos ser justos com os outros”.Mesmo que as pessoas não consigam te entender...o importante é que você sabe que ....tentou.

Escrito por Edson Valério às 10h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

03/12/2007


Oi.
O espaço Edson Valério vai ficar parado por um tempo. Esta semana embarco para a Europa. Nos ultimos dias, as pessoas que me amam me surpreenderam. Na Maringá fm, fizeram uma despedida que me contive pra não chorar. Minha familia me surpreendeu com despedidas deliciosas. Mãe, Pai, irmãos, tios, primos...e alguns dos meus grandes amigos. O coração, devidamente checado na ultima semana pelo Dr. Abdo( grande amigo) está em perfeitas condições mas que balançou...balançou. O nó na garganta se formou em várias ocasiões. Espero voltar no final de janeiro de 2008.
Assim que tiver oportunidade irei inserir novos textos neste espaço, afinal, mais de 13 mil pessoas já passaram por aqui e entre elas muita se tornaram fãs de carteirinha do blog, tanto que constantemente minha caixa postal fica lotada de tantos poemas, crônicas,etc.
Agradeço a todos...e enquanto não renovar os textos, busque no dias passados deste espaço, pois com certeza, você irá encontrar momentos especiais. Um grande carinho e valeu Gente!!!!!
 
 
Ternura
 
Eu te peço perdão por te amar de repente
Embora o meu amor seja uma velha canção nos teus ouvidos
Das horas que passei à sombra dos teus gestos
Bebendo em tua boca o perfume dos sorrisos
Das noites que vivi acalentando
Pela graça indizível
dos teus passos eternamente fugindo
Trago a doçura dos que aceitam melancolicamente.
E posso te dizer que o grande afeto que te deixo
Não traz o exaspero das lágrimas nem a fascinação das promessas
Nem as misteriosas palavras dos véus da alma...
É um sossego, uma unção, um transbordamento de carícias
E só te pede que te repouses quieta, muito quieta
E deixes que as mãos cálidas da noite encontrem sem fatalidade o olhar estático da aurora.

(Vinícius de Moraes )

Escrito por Edson Valério às 10h39
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

01/12/2007


Oração de Natal

Senhor, começo a ouvir os primeiros toques das músicas de Natal.
O meu coração começa a bater mais forte.
Não sei se é porque está acabando o ano ou se é porque tenho muito que agradecer.
Se tenho que dizer para Ti, para meus amigos, muito obrigado...

São tantas as coisas que aconteceram.
São tantos os momentos que ocorreram neste ano, que já me perdi em lágrimas, sorrisos, recordações...
São tantas e tantas coisas!
muito obrigado...
Sei que devo agradecer por mais um ano, mas, diante deste turbilhão de coisas e acontecimentos, eu venho Te pedir...
e são tantas coisas que estou como uma criança, diante de uma loja de brinquedos.

Senhor, ensina-me a pedir!
Ensina-me a ter um coração de Salomão, que só pediu sabedoria.
Um coração de criança, que só pede amor.
Um coração de doente, que só pede saúde.
Um coração de monge, que só pede tranquilidade.
Um coração de cego, que só pede enxergar.
Um coração de guerreiro, que só pede coragem.
Um coração de mãe, que só pede união na família.
Um coração de pai, que só pede que não falte nada.
Um coração de virgem, que só pede realização na vida.
Um coração de médico, que só pede para que possa ajudar os outros.
Um coração de sábio, que só pede a paz.

Senhor, que este pobre e humilde coração, possa neste Natal apenas bater uníssono
com o coração de Cristo e que possa ter em minha mente um só pensamento: o Teu pensamento para que saiba dizer
Feliz Natal !

Escrito por Edson Valério às 13h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Histórico